Orientação Solar e o Projeto Arquitetônico

Olá!!

Semana passada fomos com o arquiteto no terreno para ele conhecer. Acho muito importante esta visita, pois tem informações que não dá para ver através de fotos ou do levantamento topográfico, tem que estar em campo para ver e sentir.

Nesta visita falamos rapidamente sobre a disposição do terreno em relação ao sol. Este é um aspecto simples e indispensável de se verificar.

Onde está o norte? Onde o sol nasce? Qual é o melhor sol?

De maneira geral, para quem vive no hemisfério sul, a face norte é a que recebe a maior parte da insolação diária, a face leste recebe o sol da manhã, a oeste recebe o sol da tarde e a face sul é a que pega menos sol.

O projeto arquitetônico tem que se adaptar, dentro do possível, para tirar vantagem das posições mais privilegiadas em relação ao sol. Portanto o sol vai ajudar a definir a disposição dos ambientes da casa, das aberturas, dos elementos de proteção solar (brises, marquises, toldos…) e talvez também da posição das placas solares.

Para aproveitar o sol da manhã, é bom que os quartos estejam posicionados na face leste. Já para a orientação oeste devem ser direcionados os cômodos de pequena e média permanência, tais como as áreas de serviço, depósitos e garagem. A orientação sul é a mais problemática, pois no inverno não recebe sol e no verão recebe apenas nas primeiras horas da manhã e nas últimas horas da tarde.

As imagens abaixo nos ajudam a ver qual é o caminho que o sol faz ao longo do dia e também as diferenças entre o inverno e o verão.

Além da posição do terreno em relação ao sol, o arquiteto tem que analisar a posição de árvores, prédios e outras edificações que podem contribuir com o sombreamento do terreno.

Além de o sol fazer bem para a saúde, faz bem para o bolso também, pois fazendo um bom projeto, é possível economizar com o consumo de aquecedores e de ar condicionados.

Resumindo:

  • Norte – sol o dia inteiro entrando na janela
  • Sul – quase nada de sol
  • Leste – sol de manhã
  • Oeste – sol de tarde

 

Fonte da primeira imagem: http://www.monteseuprojeto.com.br/

Fonte da segunda imagem: http://dtabach.com.br/

Anúncios

4 respostas em “Orientação Solar e o Projeto Arquitetônico

  1. Abaixo de São Paulo, ou do paralelo 23S, que corresponde ao Trópico de Capricórnio, o Sol nunca bate nas fachadas sul. Na verdade, nunca chega a ficar totalmente à pino. Aqui, no paralelo 27S, na máxima vertical, que ocorre no início do verão, em 21 ou 22 de dezembro, ele ainda fica inclinado 4º para o Norte.

  2. Pingback: Casa Inspiração no Rio Vermelho (Florianópolis/SC) | tijolosetecidos

  3. Pingback: Posts Top 10 – Ano 2 | tijolosetecidos

Obrigada por comentar!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s