Iluminação em Nichos no Banheiro

Continuando a falar sobre nichos, hoje quero falar sobre iluminação em nichos no banheiro. Ainda não sei se farei nichos em algum banheiro da minha casa, mas, se fizer, não terá iluminação. Eu fico pensando como é a utilização desta iluminação no dia a dia e não vejo como algo muito prático ou necessário. O nicho é aceso à noite para tomar banho?

É certo que fazemos muitas coisas somente com função decorativa, mas acho que eu preferiria deixar estas situações para um ambiente com maior utilização como, por exemplo, iluminar um nicho da sala de estar.

Mas já que eu estava falando de nichos em banheiros e percebi que algumas dúvidas eram em relação à iluminação, resolvi pesquisar um pouco para entender como é feita esta iluminação e também mostrar algumas ideias de projetos com nichos iluminados.

Vi que a iluminação pode ser feita de diversas formas:

  • Iluminação com lâmpadas;
  • Iluminação com fita de LED;
  • Iluminação do tipo wall washer;
  • Iluminação com fibra ótica.

Como instalar a iluminação em nichos?

Para quem quer colocar iluminação nos nichos é necessário fazer um planejamento prevendo este iluminação (instalação elétrica) desde o início da construção do seu banheiro ou da reforma do seu apartamento.

Se for optar por fitas de LED ainda tem que pensar na parte estética, como, por exemplo, onde esconder a fonte que a fita precisa para transformar a tensão. Tem que prever também um acesso (furinho) no nicho para passar a fiação.

Quais lâmpadas podem ser usadas em iluminação de nichos?

Sempre que eu consegui identificar o tipo de lâmpada eu identifiquei nas imagens abaixo. As lâmpadas utilizadas nos ambientes abaixo são: LED, Halopin, dicroica (pode ser LED ou halógena).

O que é uma lâmpada Halopin?

É uma lâmpada halógena compacta, que possibilita aos designers desenvolverem luminárias pequenas e com uma boa fonte de luz. Ainda tem a vantagem de não necessitar de transformador.

Este tipo de lâmpada não deve ser tocado com a mão, pois o contato com gorduras ou impurezas diminui sua vida útil… e isto aconteceu comigo: tenho uma luminária sobre o espelho do meu banheiro e a lâmpada sempre queimava, com pouco tempo de uso. Quando fui comprar novamente comentei com o vendedor deste “problema” e então ele me orientou a usar um paninho para instalar a lâmpada sem tocá-la. Deu certo! A lâmpada está instalada há uns 2 anos funcionando perfeitamente.

Como funciona a instalação com fita de LED? Pode cortar? Precisa de transformador?

A fita de LED é uma fita flexível e autoadesiva, ideal para aplicação em superfícies estreitas e em estruturas lineares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ela é comercializada em rolos de 5 metros, mas pode ser cortada em tamanhos menores. Este corte não deve ser feito de por metro, mas, sim, por módulos. Cada módulo é formado por 3, 6 ou 12 LEDs, dependendo do modelo (existem modelos com 60, 120 ou 240 LEDs por metro de fita).

TeT_iluminacao_nicho_2_fita_led_como_cortar

Alguns modelos têm uma tesourinha desenhada indicando onde pode ser o corte. Imagem.

Para fazer a instalação você vai precisar de uma fonte, que vai transformar a tensão de 110 v ou 220 v para 12 v (v = volts), que é a tensão da fita. Esta fonte deve ser dimensionada de acordo com o consumo da fita de LED. Por exemplo, se a fita consome 0,4 amperes/metro e você vai usar 5 metros de fita, então seu consumo será de 2 amperes e você precisará de uma fonte que tenha esta capacidade (ou ser um pouco maior, nunca menor). Da fonte sai a fiação que vai até o interruptor, onde você pode ligar e desligar a iluminação no seu nicho.

ILUMINAÇÃO COM LÂMPADAS

TeT_iluminacao_nicho_3_lampadas_dicroicas

A parede e o nicho deste banheiro foram texturizados (adorei!) com uma massa (Terracor) de aparência próxima à do limestone (Mont Dore) do piso. O nicho foi iluminado com dicroicas embutidas. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_4_lampadas

A iluminação deste nicho se deu com duas lâmpadas embutidas na parte superior do nicho. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_5_lampadas

Idealizado pela arquiteta Adriana Tupinambá, este banheiro contém um nicho na área da banheira e outra na área do box. Ambos os nichos são feitos de pastilha (as mesmas usadas no piso e na banheira) e receberam iluminação com duas lâmpadas embutidas nas laterais dos nichos.

TeT_iluminacao_nicho_6_lampadas

A iluminação do nicho deste banheiro, também projetado pela arquiteta Adriana Tupinambá, segue a mesma proposta do anterior: duas lâmpadas embutidas nas laterais dos nichos.

TeT_iluminacao_nicho_7_lampadas_nicho_vertical

Uma única lâmpada ilumina este nicho vertical. As prateleiras são de vidro, justamente para a iluminação da lâmpada alcançar até a base do nicho. Projeto de Adriana Parente e Denise Rocha. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_8_lampadas

Box revestido com mosaico vidrotil. O nicho recebeu o mesmo revestimento e também iluminação. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_9_lampadas_halopin

As lâmpadas Halopin foram escolhidas pela arquiteta Vivian Coser para iluminar o nicho recortado na parede, acima da banheira. Imagem.

ILUMINAÇÃO COM FITA DE LED

TeT_iluminacao_nicho_10_fita_led

A Lucia, do blog Construindo e arquitetando engenhosamente um sonho, com cimento de amor!, fez a iluminação do nicho com fita LED. Ela disse que “a fita LED é a prova d’água sem risco de usá-la no nicho”.

TeT_iluminacao_nicho_11_fita_led

No blog dela tem várias fotos da instalação do nicho. Olhem uma foto do ponto de energia dentro do nicho para ligar a fita LED.

TeT_iluminacao_nicho_12_fita_led

A iluminação deste nicho foi feita com uma fita de LED para áreas úmidas e sobre a fita foi colocado um vidro fosco. O vidro foi selado no nicho com silicone, visto que a vida útil deste tipo de iluminação é na ordem de anos. Projeto do arquiteto William Barbee.

TeT_iluminacao_nicho_13_fita_led

O nicho do chuveiro foi iluminado com fitas de LED com 7,2 W/m e temperatura de cor 3000 K. Imagem.

ILUMINAÇÃO DO TIPO WALL WASHER

Wall washer é um tipo de iluminação que consiste em “lavar a parede” com uma iluminação bem focada diretamente para ela. Em breve pretendo fazer um post sobre os tipos de iluminação…

TeT_iluminacao_nicho_14_wall_washer

Neste banheiro sofisticado, o nicho da banheira recebeu iluminação do tipo wall washer. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_15_wall_washer

Neste amplo banheiro as paredes do box, que ajudam a compor o nicho, foram revestidas com porcelanato que imita madeira de demolição. A iluminação do nicho também é do tipo wall washer. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_16_wall_washer

Estas fotos são do banheiro da Thais do blog As aventuras de um jovem casal. Adoro quando tem a foto da obra e do resultado final. As lâmpadas que ela usou foram de LED.

TeT_iluminacao_nicho_17_wall_washer

Este banheiro também recebeu iluminação do tipo wall washer no nicho da banheira. Repararam nos revestimentos das paredes e do nicho? O revestimento da parede do box é o mesmo usado no nicho da banheira e o revestimento da parede da banheira ;e o mesmo do nicho do box. Gostei! Imagem.

ILUMINAÇÃO COM FIBRA ÓTICA

SONY DSC

Este nicho foi iluminado com três “fiozinhos” de fibra ótica. Olhando esta foto parece que três “fiozinhos” foram insuficientes, não? Mas os responsáveis por este projeto disseram que “eles são mais brilhosos do que a foto sugere”. Eles ainda destacam a vantagem deste tipo de iluminação em nichos de banheiro ou outras aéreas molhadas, dizendo que enquanto os “fiozinhos” de luz ficam nas áreas molhadas, os componentes elétricos podem ficar alguns metros distantes sem qualquer perigo elétrico.

ILUMINAÇÃO EM NICHOS

Em alguns projetos não estava identificado o tipo de iluminação, por isso não quis classificá-los para não arriscar.

TeT_iluminacao_nicho_19

O banheiro idealizado pela designer de interiores Beth Yunes foi inteiro revestido com mármore calacata, inclusive nicho. O amplo nicho, que recebeu iluminação indireta, além de acomodar os shampoos e outros cosméticos, permitiu a colocação dos metais acessórios. Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_20

Neste banheiro, projetado pela designer de interiores Annie May, o nicho sobre a banheira é de Caesarstone e recebeu iluminação.

ILUMINAÇÃO COM VELAS

Bem, este não é bem um tipo de iluminação, mas é assim que eu faria na minha casa num nicho próximo à banheira, para dar uma relaxada ou deixar o clima mais gostoso.

TeT_iluminacao_nicho_21_velas

Projeto de Débora Aguiar com banheiro (e nicho) todo revestido em mármore crema light importado. Adorei o banheiro todo clarinho e as velas no nicho. Faria bem parecido lá em casa! Imagem.

TeT_iluminacao_nicho_22_velas

Esta imagem não é a foto real do ambiente, por enquanto é só o projeto, mas é outra ideia de nicho iluminado com velas. Projeto da arquiteta Maelí Gueiros.

🙂 🙂 🙂

Anúncios

Nicho no Box – Dimensões e Como Fazer

Muita gente tem optado pelos nichos dentro do box para otimizar o aproveitamento de espaço nos banheiros pequenos. Mas, além de pensar no aproveitamento do espaço, percebo que muitas pessoas têm optado por nichos também pelas vantagens estéticas.

Hoje os projetos de nichos são bem variados: podem ser feitos com revestimentos variados, com diferentes dimensões e podem até receber iluminação. Há uma tendência de utilizar no nicho um revestimento diferente do utilizado no banheiro, justamente para o nicho se destacar por meio do contraste.

Vamos ver o que eu pesquisei?

Dimensões e altura:

Não existe uma medida padrão para os nichos. Você pode fazê-lo conforme a sua necessidade e conforme o espaço disponível no seu banheiro, mas você pode se orientar com algumas “regrinhas”:

  • Para definir a altura mínima do nicho você pode medir o tamanho dos produtos que você costuma usar. Eu, por exemplo, compro um shampoo que vem num potão de 25 cm. 😛 Se você não quiser medir você pode considerar que a parte interna do nicho acabado deve ter no mínimo 30 cm de altura;
  • O comprimento não tem muita regra. Quanto maior, mais produtos você poderá acomodar. Eu, particularmente, gosto mais dos nichos retangulares do que dos quadrados. Gosto daqueles tipos bem compridos que pegam toda ou quase toda a parede;

TeT_nicho_box_1_pastilha_parede_a_parede

Nicho que vai de parede a parede, projetado pela arquiteta Cris Negreira. O revestimento do box combina pastilhas de vidro vermelhas (da Colormix), dentro do nicho e em uma das paredes, com o porcelanato (lindo) que imita cimento queimado (60 x 60 cm, da Portobello). O banheiro conta ainda com uma bancada feita de concreto. Imagem.

TeT_nicho_box_2_parede_a_parede

Nicho retangular em toda a parede feito com o mesmo revestimento do banheiro. Imagem.

  • Quanto à profundidade, 10 cm é uma medida adequada, mas isso vai depender da espessura da sua parede. Vi alguns nichos até com 7 cm profundidade, mas, se você tiver espaço, faça com 10 ou 12 cm. Lembre que além do shampoo você vai querer acomodar aqueles potes mais “gordinhos” de cremes;
  • Se a sua parede não for muito espessa, uma ideia para ganhar mais profundidade é fazer o nicho de pedra com uma moldura grossa, que fique um pouco para fora da parede, assim você poderá ganhar alguns centímetros;

TeT_nicho_box_3_marmore_crema_brasil_e_pastilha

A Cris, do blog Meu Palácio de 64 m², fez o nicho com mármore (Crema Brasil) e pastilhas (turquesa com bolhas, da Porto Desing). O recorte na parede para o nicho foi de 30 x 80 x 9 cm, mas depois que  ela colocou a pedra ficou com 12 cm de profundidade.

  • Quando for pensar nas dimensões mínimas, pense na parte interna do nicho acabado. Por exemplo, se você quer um nicho com abertura de 30 x 60 x 10 (altura x largura x profundidade) e vai usar uma pedra de mármore com espessura de 2 cm, então quando for feito o recorte na parede você deverá considerar a espessura do revestimento e o recorte deverá ser de 34 x 64 x 12;
  • Outro item que você pode levar em consideração para definir o tamanho do nicho é o tamanho do seu revestimento, tanto o revestimento interno do nicho, quanto o revestimento da parede do banheiro. Se você planejar bem o tamanho do seu nicho, você vai evitar muitos recortes no seu revestimento;

TeT_nicho_box_4_pastilha

Olha o nicho no banheiro da Flavia do blog Olha o Meu Apê. Na proposta inicial o nicho teria 30 x 50, mas então o pedreiro dela sugeriu fazer com 30 x 60, justamente para ficar com a mesma largura do azulejo.

TeT_nicho_box_5_pastilha

Já a Jane do blog Casa e Reforma optou por um nicho de 30 x 30, para ficar na mesma largura que a placa da pastilha.

  • A altura em relação ao chão tem que ser uma altura confortável para você pegar e apoiar os shampoos, etc. O suporte do meu banheiro fica a 1,10 m do chão e acho uma altura ótima para mim.

Onde instalar:

Antes de instalar você precisa definir em qual parede você vai colocar o nicho: parede embaixo do registro do chuveiro, na parede lateral ou na parede oposta ao chuveiro.

A parede que você quiser colocar não pode ter função estrutural, não pode ter pilar onde será feito o recorte (buraco) do nicho e não pode ter nenhuma tubulação passando. 

  • Nicho instalado na parede embaixo do registro do chuveiro:

TeT_nicho_box_6_pastilha_marmore

A Alê do blog Construindo um Castelinho optou pelo nicho (medindo 30 x 60) embaixo do registro do chuveiro. Sobre o nicho: tem o fundo de ardósia revestido de pastilhas de vidro e pedra da Porto Design e acabamento (laterais e moldura) em crema marfil. O nicho veio pronto da marmoraria para encaixar no buraco com argamassa. O nicho ainda recebeu iluminação com fita autoadesiva em LED. No blog tem mais informações sobre a instalação da fita em LED.

  • Nicho instalado na parede lateral:

TeT_nicho_box_7_pastilha

Neste projeto das arquitetas Elisa Zanol e Maria Angélica Baú o nicho foi instalado na parede lateral do box.  A ideia era fazer um banheiro sofisticado e clássico. Sobre o nicho: foi revestido com a pastilha de vidro e pedra PCP 512, da linha Crystal da Porto Design. Imagem.

  • Nicho instalado na parede oposta ao chuveiro:

TeT_nicho_box_8_pastilha_marmore

O nicho foi feito em mármore bege bahia com revestimento em pastilhas. Imagem.

Tipos de nicho:

Pesquisando por ideias de nichos na internet, separei os nichos em dois tipos: aqueles feitos no local, onde o revestimento (porcelanato, pastilha, etc.) é aplicado direto na alvenaria, e aqueles feitos na marmoraria, onde a peça (mármore, porcelanato, etc.) já vem pronta para ser encaixada:

  • Feito no local:

TeT_nicho_box_9_pastilha

A Viviane do blog Diário de Construção de uma Casa Pequena optou pelo tipo de nicho feito no próprio local. Ela revestiu o nicho com pastilhas verdes e com as mesmas pastilhas fez uma faixa decorativa.

  • Feito na marmoraria:

TeT_nicho_box_10_crema_marfil

Aqui está um exemplo de um nicho que já vem pronto da marmoraria. Este nicho mede 30 x 60 e foi feito de Crema Marfil. No site dá para ver as medidas exatas da peça e as medidas necessárias para o recorte na parede. Ah, quem tiver curiosidade, esta peça custa R$ 700,00.

Como instalar:

A maioria dos nichos que eu vi na internet foi feito com um recorte (buraco) na parede já existente da casa ou do apartamento. Mas para isso tem que levar em consideração aquelas questões que eu comentei antes: a parede não pode ter função estrutural e não pode ter nenhuma tubulação passando onde será o furo.

Vejam algumas fotos da instalação:

TeT_nicho_box_11_como_instalar

Olha que legal estas fotos da obra da Cris do blog Meu Palácio de 64 m². Dá para ver as várias etapas da obra, né?

TeT_nicho_box_12_como_instalar

A Jane do blog Casa e Reforma também publicou várias fotos de como o pedreiro/mestre de obras dela fez o corte para o nicho com uma makita.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Este eu achei bem interessante. Como a parede do banheiro da Cris, do blog Cris, A Dona da Casa, era bem estreita (10 cm), ela não poderia optar por um nicho feito no local de alvenaria, então ela optou por um nicho feito de pedra (Bege Bahia) na marmoraria. O fundo da pedra ficou alinhado com a parede, então ela rebocou a parte de trás (3ª foto) com cimento.

Gostaram? No próximo post vou mostrar alguns materiais que podem ser usados nos nichos. A variedade é bem grande, viu?

Casa Inspiração em Angra (RJ)

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_1

Aproveitando o clima do verão trouxe uma casa inspiração com um estilo praiano. A casa tem muita madeira, pedras, objetos com fibras naturais… vem ver!

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_2

A casa, projeto do arquiteto Sig Bergamin, está localizada em Angra dos Reis (RJ).

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_3

Na sala principal o azul e branco predominam na decoração.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_4_bau

Até o baú usado na decoração segue o mesmo tom.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_5

Arranjo lindo de bananas sobre a mesa de jantar.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_6

A piscina é imensa (dá pra ver na próxima foto) e uma parte dela se estende para dentro da casa.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_7

Além da casa principal, a construção ainda conta com casas de hóspedes para que os proprietários possam receber os amigos.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_8

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_9

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_10

As varandas são grandes e permitem acomodar várias pessoas.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_11

Além de muita madeira, também foram utilizadas pedras na construção da casa.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_12

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_13

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_14

Este abajur é liiindo, mas repararam na cobertura feita com fibras de piaçava? Gostam deste estilo? Aqui tem mais ideias!

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_15

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_16

Adorei os arranjos com estas folhagens verdes.

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_17

TeT_casa_angra_reis_sig_bergamin_18

Algumas fotos são do site do arquiteto e outras são daqui.

Casa Inspiração na Vila Madalena (SP)

Oiii, fiquei uns (muuuuitos) dias sem postar, mas estou aqui de volta! Motivo? Trabalho, trabalho, TCC, + trabalho e então merecidas férias. Além do meu trabalho normal, tenho feito uns projetos extras… como uma amiga minha (que também vai construir) definiu: “Estou transformando projetos em tijolos”. Mas vamos ao que interessa com um tipo de post que eu adoro: Casa Inspiração com muitas fotos e plantas baixa dos pavimentos.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_1_casa_contemporanea

O projeto é da arquiteta Mônica Drucker e, não diferente de quase todas as outras casas que eu mostrei no blog, tem o estilo contemporâneo. Já mostrei aqui no blog outra casa liiinda projetada pela mesma arquiteta. Clique aqui para rever.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_2_madeira_cumaru

Os portões da casa foram executados em ripas de madeira cumaru (adorei!) de modo a preservar a vista para a rua.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_3_planta_baixa

A casa de 409 m² tem formato em L e foi construída num terreno plano com 420m² (14 m x 30 m). Os ambientes do térreo são bem integrados e quase todos com vista para o jardim.

Detalhe: as paredes pintadas de amarelo são em pedra.

No térreo os ambientes são os seguintes: garagem, dependência de empregados, cozinha, churrasqueira, salas de jantar, de estar e de TV, lavabo, depósito e sauna (não consegui descobrir onde fica a sauna na casa).

TeT_monicadrucker_vilamadalena_4_laje_em_balanco

A cobertura da garagem está em balanço. Destaque para a parede de pedras moledo.

A pedra modelo é uma pedra de aparência rústica e porosa simulando uma verdadeira parede natural de rocha. Pode ser utilizada para muros, fachadas, cascatas e arranjos paisagisticos.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_5

Estas janelas na garagem dão para a cozinha.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_6

Vista do hall de entrada.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_7

Vista geral das salas de estar e de jantar e churrasqueira ao fundo.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_8_concreto_usinado_com_resina

Repararam no piso cinza feito de concreto usinado com resina*? Vocês gostam ou acharam que ficou escuro demais?

* Concreto é uma mistura de cimento, areia, pedra e água, além de outros materiais eventuais, como aditivos ou adições. Usinado significa que o concreto foi produzido numa usina de concreto, ou seja, de forma bastante controlada, garantindo a qualidade do produto.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_9_parede_pedra

Sala de estar também com uma parede de acabamento em pedra. Na parte superior dá para ver a passarela do 1º andar.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_10

Do outro lado da sala de estar fica a sala de TV e na porta branca o lavabo.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_11_lavabo_cuba_moldada_marmore_travertino

Lavabo: cuba moldada e espelho na parede inteira.

A cuba moldada foi executada em mármore travertino levigado navona, com aplicação de resina.

Sobre mármore levigado eu comentei rapidamente no post que eu fiz com outra casa desta mesma arquiteta. Levigado é o tipo de acabamento, que é semipolido, sem ficar rústico demais.

Mais ideias de banheiro com espelho do chão até o teto tem aqui e aqui.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_12

Canto com a churrasqueira e o forno a lenha.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_13_churrasqueira_e_forno_a_lenha

Repararam na porta da cozinha “estilo restaurante”? Adorei!

TeT_monicadrucker_vilamadalena_14_cozinha_branca_bancada_preta

Cozinha branca com bancada preta. Mais ideias aqui.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_15_argamassa_tipo_cimento_queimado

Adorei esta foto: interior e exterior.

No interior e no exterior foram utilizadas a mesma textura (linda!!!) de argamassa tipo cimentado (da Terracor, linhas cimento queimado e iron).

TeT_monicadrucker_vilamadalena_16_esquadria_aluminio

Grandes portas de correr (com esquadrias de alumínio anodizado na cor bronze) unem a sala ao jardim. O ambiente fica ainda mais integrado com o piso de madeira tipo deck.

Uma curiosidade: a espessura dos vidros varia de 6 a 10 mm conforme as dimensões dos vãos.

O ambiente externo não é muito grande, mas gostei da maneira que ele foi trabalhado (iluminação, plantas plantadas junto ao muro…). Adorei também os vasos de madeira no deck.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_16

Na parte superior fica a varanda coberta do 1º andar.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_17_vidro_pe_direito_duplo

Vidros com pé-direito duplo.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_18_planta_baixa

Uma sala íntima, três suítes e as varandas ficam no andar superior.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_19_escada_guarda-corpo_vidro

Escada com guarda-corpo de vidro.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_20_brises

Foram utilizadas brises para manter a privacidade dos moradores.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_21

Passarela (com guarda-corpo de vidro) que leva às suítes.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_22

Visão da sala de estar com pé-direito duplo.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_23

Sala íntima.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_24

Varandinha da sala íntima.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_25

Varanda coberta com pérgulas e vidro.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_26

Um dos quartos com decoração bem clean… para mim está faltando algo… quem sabe um tapete, algo pra deixar mais aconchegante. Acho que não gostei mesmo foi do piso feito de tacos de madeira cumaru. Eu teria gostado se eles tivessem uma cor mais uniforme.

Repararam que tem um guarda-corpo de vidro no lado direito?

TeT_monicadrucker_vilamadalena_27

Varanda coberta com uma floreira imensa e linda!

TeT_monicadrucker_vilamadalena_28

Painel de madeira revestindo uma das laterais da varanda coberta.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_29_porta_camarao

Achei este espaço bem aconchegante, ainda mais para quem não tem um jardim muito grande… só faltou uma rede.

TeT_monicadrucker_vilamadalena_30_porta_tipo_camarao

Detalhe das portas tipo camarão que dão acesso aos quartos.

As imagens eu peguei daqui.

Casa Inspiração na Praia do Félix, em Ubatuba (SP)

Como uma mariposa que deseja ficar escondida na mata, a casa pousou delicadamente no terreno” (Silvio Sant’Anna).

TeT_vidal_santanna_praia_felix_1

Madeira + vidro + natureza… adoro tudo isso!!

TeT_vidal_santanna_praia_felix_2

O projeto dessa casa, situada na Praia do Félix, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, é de autoria do escritório de arquitetura Vidal & Sant’Anna.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_3

São 153 m² construídos num terreno de 900 m², ocupando apenas um décimo da área total do lote.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_4_planta

No pavimento superior ficam as áreas sociais: sala, cozinha, lavabo e terraços. Este pavimento está disposto transversalmente em relação ao pavimento inferior, de modo que parte da estrutura fica em balanço.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_5

De qualquer ângulo da casa é possível apreciar a natureza e desfrutar o visual.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_6

O espaço da sala é interligado ao terraço com deck (ipê) e bancos de madeira.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_7

Cozinha com balcão e piso em itaúba.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_8

TeT_vidal_santanna_praia_felix_9

Mirante.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_10_planta

No andar superior ficam os quartos.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_11

TeT_vidal_santanna_praia_felix_12

Todos os acessos e circulações da casa são externos, realizados por meio de escadas e passarelas de madeira que conduzem aos pavimentos, à rua e à praia.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_13

TeT_vidal_santanna_praia_felix_14

O fato das paredes serem todas de vidro (painéis de vidro laminado de 8 mm) não interfere na privacidade devido à densa mata do entorno.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_15

Embaixo do mirante há um pequeno espaço relax de 9 m².  Este módulo foi rotacionado para o oeste a fim de oferecer vista privilegiada do pôr do sol atrás das pedras.

TeT_vidal_santanna_praia_felix_16

Detalhes.

As fotinhos e algumas informações são daqui e outras daqui.

Casa Inspiração no Guarujá (SP)

A casa que vou mostrar hoje foi projetada pelo próprio proprietário, o arquiteto Arthur Casas.

TeT_iporanga_Arthur_1_fachada_contemporanea

A arquitetura da casa tem um estilo clean e contemporâneo. Sua fachada é toda revestida em madeira cumaru.

TeT_iporanga_Arthur_2_madeira_cumaru

A arquitetura da casa é formada por dois cubos grandes e simétricos abraçando um espaço aberto.

TeT_iporanga_Arthur_3_pe_direito_duplo

Arthur desejava que seu interior estivesse em total sinergia com o seu exterior e conseguiu isso com o pé direito de 11 metros no espaço central e com grandes janelas de vidro, que vão do chão até o teto.

TeT_iporanga_Arthur_3a_lareira_moderna

No meio da sala principal, destaque para a lareira moderna.

TeT_iporanga_Arthur_4_grandes_esquadrias

Paredes brancas, sem quadros, para o foco total ser na flora e na fauna da região.

TeT_iporanga_Arthur_5

A sala principal se integra com o deck exteior por meio de grandes portas de correr. Além do deck, o banco também é feito em madeira cumaru

TeT_iporanga_Arthur_6

O grande terraço funciona como um mirante para apreciar a Mata Atlântica. A piscina infinita parece derramar suas águas na densa floresta.

TeT_iporanga_Arthur_7

A mesa da cozinha, elegante e funcional, se estende até a sala principal.

TeT_iporanga_Arthur_8

Cadeiras bertoias na mesa da cozinha.

TeT_iporanga_Arthur_9

Escritório do arquiteto com prancheta para desenho.

TeT_iporanga_Arthur_10

Mais detalhes do escritório.

TeT_iporanga_Arthur_11

Planta Baixa do Térreo: 1 – Entrada, 2 – Sala principal, 3 – Mesa da cozinha, 4 – Escritório, 5 – 5 e 6 – Suíte de hóspedes, 8 – Lavabo, 9 – Cozinha, 10 – Área de serviço, 11 – Banheiro de serviço, 12 – Quarto dos empregados, 13 – Terraço.

TeT_iporanga_Arthur_12a

A escada dá acesso a uma estreita passarela no andar superior. Nas primeiras fotos dá para ver melhor esta passarela.

TeT_iporanga_Arthur_13

Suíte master…

TeT_iporanga_Arthur_14

… com um escritório integrado.

TeT_iporanga_Arthur_15

Banheiro da suíte master.

TeT_iporanga_Arthur_16

Planta Baixa do Pavimento Superior: 1 – Passarela, 2 e 3 – Quarto e banheiro de hóspedes, 4 – Home Theater, 5 e 6 – Suíte master.

TeT_iporanga_Arthur_17

Acesso de carros.

São 400 m² de área construída no total, com muita integração com a natureza e muita luz natural.

Revestimento na Fachada – Antes e Depois

Já comentei antes aqui no blog que adoro sair por aí olhando casas e batendo fotos daquelas que eu gosto. Outro dia, quando eu estava vendo as fotos que eu tinha batido, percebi que eu tinha fotos da mesma casa (com telhado), mas que ela estava um pouco diferente. Vejam só:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Aqui foi a primeira foto que eu bati.

TeT_fachada_depois_revestimento_2

E depois quando eu vi a casa de novo percebi que foi acrescentado um revestimento novo na fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Olhem o antes e depois da fachada.

Vocês gostaram? Eu gostei, pois adoro detalhes em pedra e texturas diferentes.

🙂

Casas sem Telhado – Algumas Informações

Fazendo a retrospectiva dos posts mais acessados durante o 1º ano do blog vi que um assunto de grande interesse são as casas sem telhados.

Até então eu só havia mostrado algumas casas sem telhado para inspiração, mas não tinha trazido nenhuma informação técnica.

Às vezes fico meio receosa de trazer informações mais técnicas, pois não sou arquiteta e também não trabalho com obras. Minhas informações são das pesquisas que eu faço, pois tenho interesse no assunto, e de algumas conversas com o meu arquiteto. Mas… vamos ao post!

O que é uma casa sem telhado?

Na verdade as casas de telhado podem ou não ter telhado.

Na 1ª opção a casa tem um telhado, mas que fica escondido atrás da platibanda*.

TeT_platibanda

Imagem.

* A platibanda é uma faixa horizontal que emoldura a parte superior de uma casa e que tem a função de esconder o telhado.

Na 2ª opção a casa tem somente uma laje na superfície. Ela laje precisa ser muito bem impermeabilizada e precisa ter uma declividade mínima para evitar o acúmulo de água.

Quais tipos de telha são usadas nas casas com e sem telhado?

Enquanto nas casas com telhado as telhas de cerâmica e de concreto são mais comuns, nas casas sem telhado as telhas mais utilizadas são as metálicas ou as de fibrocimento. Estas calhas permitem uma menor inclinação e podem ficar escondidas atrás da platibanda.

A casa sem telhado é mais cara ou mais barata?

Bem, um dos itens mais caros de uma casa é o telhado. O preço do telhado vai depender dos materiais utilizados, como o tipo de telha (cerâmica, concreto…) e de madeira (ipê, angelim). Atualmente é muito comum o uso de beiral*, o que também aumenta o preço final da estrutura. Além dos custos de materiais deve ser considerado o preço da mão-de-obra. Por isso, de maneira geral, as casas com telhado aparente custam mais.

* Beirais: Feitos com PVC, madeira, placas cimentícias ou outros materiais, eles formam a aba do telhado e evitam que a água escorra pela fachada do projeto, preservando a pintura e materiais usados nos acabamentos.

Conforto Térmico

Li em outros blogs e já me perguntaram também nos comentários como fica a questão do conforto térmico em casas sem telhado.

A primeira questão é que casas sem telhado não tem beiral e isso faz com que a incidência de sol seja maior nas paredes. Isso faz com que as paredes da casa fiquem mais quentes.

Numa casa com telhados as telhas melhoram o conforto térmico, fazendo com que as casas fiquem um pouco mais frescas. Se não foram usadas telhas pode-se pensar em utilizar algum isolante térmico para que o pavimento sob a laje fique com temperaturas adequadas.

Beijos,

Déb

+ Fachadas de Casas sem Telhado

TeT__mais_fachada_sem_telhado_1

Projeto de autoria da arquiteta Jamile Helou.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_2

Projeto de Inhaus Development. Imagem.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_3

Elegante casa em estilo contemporâneo com linhas retas e muita transparência. Projeto de Deijayme Aires. Imagem.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_4

Projeto de Phil Kean Designs. Imagem.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_5

Projeto de autoria de Paula Mattar. Já mostrei detalhes sobre a porta de entrada desta casa aqui.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_6

Projeto de Agraz Arquitectos.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_7

Outro Projeto de Agraz Arquitectos.

TeT__mais_fachada_sem_telhado_8

Projeto de Drew Mandel Architects.

Fachadas de Casas sem Telhado

TeT_fachada_sem_telhado_1

A fachada é sóbria e transmite a modernidade do projeto, com seus telhados escondidos pelas platibandas. Projeto de autoria de Christiane Helou. Imagem.

TeT_fachada_sem_telhado_2

Projeto de Inhaus Development. Imagem.

TeT_fachada_sem_telhado_3

Projeto de Deijayme Aires e Alessandra Cintra.

TeT_fachada_sem_telhado_4

Projeto de Phil Kean Designs.

TeT_fachada_sem_telhado_5

Projeto de Luita Trench.

TeT_fachada_sem_telhado_6

Projeto de Shubin & Donaldson.

TeT_fachada_sem_telhado_7a

Projeto da arquiteta Jamile Helou.

TeT_fachada_sem_telhado_8

Projeto de Agraz Arquitectos.